quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Curso de Acesso por cordas (Alpinismo Industrial) - Certificação IRATA

Em novembro de 2010, participei do Curso de Acesso por Cordas-IRATA/Alpinismo Industrial-da empresa Alpitec, Petrópolis - RJ. Ao todo foram nove alunos, de diferentes estados (Ceará, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná). A turma era bem diversificada.


A semana do curso foi bastante cansativa e ao mesmo tempo muito divertida. Passávamos a manhã e a tarde no Set de Cordas, treinando incansavelmente as várias manobras que nos foram ensinadas. No final do dia voltávamos para o albergue e íamos discutir sobre o que fora aprendido. Os que não tinham experiências anteriores treinavam os nós, já os outros relembravam as técnicas. Bem cedo íamos dormir (mortos de cansados). Essa foi nossa rotina durante 6 dias.




Fazíamos brincadeiras para descontrair o ambiente, porém todos se dedicaram com afinco e seriedade, fazendo com desenvoltura todos os procedimentos ensinados.

Algumas técnicas eu já conhecia, porém eram feitas de outra forma, aprendidas da espeleologia e do canionismo. O padrão IRATA por eles utilizados segue um protocolo próprio e diferente do que eu estava acostumado. Foi muito bom aprender novas formas de executar as manobras.


À direita, nosso instrutor Nível 3 Paulinho. O cara saca muito de técnicas de trabalho em altura. Tem 10 anos de experiência nessa área. O da esquerda foi o nosso avaliador, vindo diretamente da Inglaterra para aplicar a prova prática. Ele se chama Shaun e é Nível 3/Supervisor, esse “é o cara” do alpinismo industrial.


Foi interessante poder me comunicar com ele, pois falava meia dúzia de palavras em português, forçando-me a desenrolar meu inglês básico. Heheh.

O dia da prova (sábado) foi esperado com muita ansiedade por todos. A minha primeira manobra foi o resgate de vítima vindo de baixo. Foi um momento de tensão, mas eu e meu parceiro de dupla, Presley, buscamos passar tranqüilidade para o outro e fizemos a manobra numa boa.


Passado a ansiedade inicial, fiz corretamente cada uma das manobras que o professor Shaun havia pedido. Minha prova prática durou cerca de 4 horas. Após a prova prática fizemos a teórica, a qual foi tranqüila. Ninguém reprovou nessa turma. A nota geral variava de 1 a 5. Obtive um 4, com muito orgulho! Detalhe, ninguém tirou 5.


Foi muito gratificante fazer novas amizades, conhecer novos lugares e adquirir novos conhecimentos.



Sentirei saudades das brincadeiras e dos momentos vivenciados: “Tem gente que machuca a gente” (frase do João Paulo-BA), kkkkk foi engraçado demais. Da perseverança do amigo Presley, que no terceiro dia pensou em desistir, porém se superou e continuou.
Sei que Deus está no comando e irá abrir portas, é só acreditar e trabalhar para acontecer.

Agradeço à Deus e a todos que fizeram parte dessa conquista!

Um comentário:

  1. Show!!!
    sou irata n1 e fiz tb na alpitec... moro em salvador e estou de mudança para fortaleza, gostaria de um contato via net com a galera.
    Valeu
    Tiago Penna
    tiagopdantas@hotmail.com

    ResponderExcluir